Arquivo da tag: alegria de viver

Tecno-velhos, acordai!!!

Eu já passei dos cinquenta (há muito tempo), meus filhos são adultos e já tenho um netinho. Portanto, tecnicamente eu já estou velho, ou seja, sou um TECNO-VELHO. Os Tecno-velhos são tecnicamente velhos, mas não necessariamente velhos (?).

Na qualidade de tecno-velho eu posso tentar definir juventude: JOVEM É AQUELE QUE SE NEGA A FICAR VELHO. Parece idiota, mas nem tanto. A velhice pode ser física e/ou mental. A velhice física é inexorável e, sinto muito tecno-jovens, ela começa assim que a gente nasce. O que é ser velho fisicamente? Para um corredor de 100 ms rasos, talvez 25 já seja a velhice, um maratonista é velho aos 40 seja a velhice e para um jogador de golfe a velhice chega por volta dos 60. Já se você joga xadrez…. Para os filhos os pais são sempre velhos, não importando a idade que tenham.

Já a velhice mental é uma escolha de cada um. Se manter jovem, ou se deixar envelhecer mentalmente, é uma opção. Nós podemos escolher amigos todos de nossa mesma faixa etária (tecno-velhos equivalentes), mas também podemos optar por conviver e mesmo desfrutar da amizade de pessoas fisicamente muito mais jovens. Será que isso é possível? É!!! O desafio é não se deixar ficar para trás nas tendências de cada época. É preciso continuar gostando dos Beatles, mas, ao mesmo tempo, aprender a gostar da Amy Winehouse. Você pode assistir à novela das 9, mas também dar uma espiada na MTV. É preciso aprender a utilizar as novas tecnologias. Esse é um desafio que começa por aprender a usar todas as funções do DVD, do celular 3G, do iPod e, principalmente, dos computadores. O tecno-velho jovem, pode gostar de uma velha cantina no Bexiga, mas também curtir uma cervejinha na Vila Madalena. Pode jogar bocha (desculpem tecno-velhos, agora eu peguei pesado), mas também pode correr na USP com o filho e os amigos (mesmo que termine o trajeto meia hora depois deles). Não é preciso ser jovem para surfar na Internet, nem para criar um blog.

Ser mentalmente jovem é uma questão de interesse pela vida, uma questão de aceitar o difícil desafio da atualização contínua. Para se manter jovem é preciso não ter mêdo de ser ridículo e experimentar tudo, absolutamente tudo e principalmente aquilo que tecnicamente não é mais para sua idade. Isso significa enfrentar os preconceitos, literalmente c…… para eles.

Da mesma forma que a gente começa a envelhecer fisicamente ao nascer, também o envelhecimento mental é contínuo. As gerações se negam a compartilhar pequenos prazeres. Para ser mentalmente jovem é tão importante cantar Ciranda Cirandinha com o neto, como curtir o Carlinhos Brown com o filho e o Nelson Gonçalves com a mãe.