Kaballah Bits (11)

consciencia796216“O Poder da Kabbalah 2” – 1a. aula

NÍVEIS DE CONSCIÊNCIA

Estou iniciando uma série de 10 aulas do K2, “O Poder da Kaballah 2”. Resumo abaixo a 1a. dessas 10 aulas.

No K1 aprendemos os principais conceitos da Kaballah, coisas como: Luz Infinita e Receptor, os mundos do 1% e dos 99%, o Oponente, Tikun, compartilhamento, reação vs pró-atividade, etc. No K2 o principal objetivo é melhorar nosso nível de consciência.

As pessoas em geral têm medo de melhorar seu nível de consciência. Isso porque uma vez conscientes não poderemos negar o mal que nossas ações podem causar a nós mesmos e ao mundo à nossa volta. Quem está consciente de seus erros não tem como fingir que não entende suas implicações. Isso significa que a maioria das desculpas para comportamentos inadequados descerão pelo ralo…

Continuar lendo Kaballah Bits (11)

O BARQUEIRO

Drift_boat_aka_Mckenzie_River_dory

O rio é muito bonito, mas também perigoso, com muitas pedras e corredeiras. E são muitos, muitos, os barqueiros que diariamente o enfrentam. Todos querem chegar ao final de seu curso, embora nenhum deles saiba onde o rio desagua.

Dentre os barqueiros existem aqueles que se distraem com a linda paisagem de florestas e céu azul, sendo pegos de surpresa pelas pedras, pelas corredeiras e mesmo pelas súbitas tempestades, tão comuns na região do rio.

Outros barqueiros se sentem tão amedrontados com os riscos, que simplesmente não desfrutam da experiência, se mantendo sempre próximos das margens. E existem também aqueles que, mesmo sabendo dos riscos, descem o rio corajosamente, mas desfrutando a paisagem, ao mesmo tempo em que prestam atenção nas pedras. Estes são poucos, muito poucos. E, incluindo estes últimos, cedo ou tarde todos terão que enfrentar os desastres do rio.

Continuar lendo O BARQUEIRO

MOTIVAÇÃO

tumblr_l9bnw7irvb1qci8e0o1_r1_1280O que é motivação? A adrenalina que nos empurra para frente quando nos sentimos ameaçados, a dopamina que vem à tona quando somos elogiados, o ego que salta à frente quando somos criticados?

Antes de responder à essa questão é preciso responder a uma outra: quem nos motiva? Ao contrário do intuitivo, quem nos motiva não são as pessoas à nossa volta e sim nós mesmos. Quando muito o ambiente externo nos dá toques, para acordar o gigante que dorme dentro de cada um de nós.

E a única coisa que desperta o gigante é a perspectiva de ser útil. Sim, nosso gigante interior é movido a bons sentimentos, e isso vale mesmo para os seres mais primitivos e empedernidos.

Por isso é tão importante “vender” as ideias e sugestões para as pessoas. Até o sargento que dá ordens diretas e inquestionáveis deveria ao menos sugerir o sentido e a utilidade por trás de seus mandos e desmandos.

Continuar lendo MOTIVAÇÃO

Kabbalah Bits (10)

doubt_id594821_size350

“O Poder da Kabbalah”

8a Aula – DÚVIDA

Você já parou para pensar porque nós seres humanos insistimos em reincidir sempre nos mesmos erros? Que um fumante contumaz continue no vício, a despeito das imagens horrorosas no maço de cigarros, eu posso entender. Mas, como é possível que um cirurgião saia de uma operação de câncer de pulmão para fumar um cigarrinho? A Kabbalah nos traz uma explicação interessante.

De certa forma nossa reincidência está relacionada à questão do tempo, objeto da 7a aula. Se a gente soubesse que iria morrer logo após acender um cigarro, ninguém fumaria, mas até um cirurgião tem a expectativa idiota de que o malefício causado em seu paciente não ocorrerá para si. Da mesma forma, quando fazemos o que é certo, os benefícios não são imediatos. O tempo, que parece sempre elástico, leva as pessoas a procrastinarem as decisões mais importantes de suas vidas.

No início da aula de hoje nosso mestre nos contou uma história interessante. Alguém testemunha um pequeno acidente de auto à noite e, após alguma indecisão, para e ajuda o motorista acidentado. Na sequência, o motorista que havia parado para ajudar, ele próprio sofre um grave acidente com seu carro. E quem para, salvando sua vida? Adivinharam. Exatamente, o motorista do primeiro acidente. O que ocorreria com nosso amigo se ele não tivesse parado para fazer o 1o atendimento? Só Deus sabe, mas nós podemos deduzir…. By the way, essa história é verdadeira.

Continuar lendo Kabbalah Bits (10)

KABALLAH BITS (9)

digital-economy-blog“O PODER DA KABBALAH”

AULA 7 – O FUTURO

O que acontece se eu não faço a coisa certa? Vou ter outras chances de tentar de novo? O processo de aprendizado é infinito? Sem dúvida todos nós temos muitas chances de errar, nos levantar e tentar de novo. Mas, o processo de aprendizado não é infinito, simplesmente porque o tempo está “encolhendo”.

A Kabbalah fala que o mundo veio do infinito há 13,7 bilhões de anos. No calendário cabalístico estamos no ano 5773. Qual o significado do ano 5773? Na verdade o homem é muito anterior a isso, com pinturas rupestres datadas de 10 a 20 mil anos atrás.

Pela Kabbalah, 5773 marca o inicio do “jogo” entre a Luz e o ego humano (o Oponente). Esse jogo não existe na natureza, particularmente entre os animais (até então o homem era dominado apenas por seus instintos animais). Só o ser humano tem o livre arbítrio, que viabiliza o “jogo”. Em 5773 Deus considera que finalmente o ser humano está preparado para jogar com o Infinito o JOGO DA EVOLUÇÃO DA CONSCIÊNCIA.

Continuar lendo KABALLAH BITS (9)

MOMENTOS FELIZES

happinessEu adotei a prática da meditação (transcendental) há muito tempo. Até dez anos atrás eu conseguia manter a rotina de 20 minutinhos de meditação diária. Depois, por preguiça e relaxamento, perdi a regularidade. Às vezes, quando o calo aperta, ou simplesmente quando tenho vontade, relaxo no meu cantinho favorito e faço meus minutinhos de meditação.

Hoje foi um desses dias em que eu estava no mood. Durante a meditação sempre passa um filminho em minha mente. O de hoje foi sobre os momentos felizes que vivi desde a infância até o presente. À medida em que revivia esses momentos, um script foi surgindo em minha mente. Quando finalmente abri os olhos resolvi anotar tudo que foi projetado na minha telinha interior. É o que agora trancrevo para vocês.

“Pense em sua vida, desde o nascimento até agora. Quantos momentos felizes você já teve? Certamente muitos, mas provavelmente fugazes. Eu me lembro de alguns desses momentos. Um passeio de mãos dados numa praia de areia fininha, um sorvete com seu filho numa tarde quente de verão, um beijo na namoradinha da adolescência numa noite de lua, uma tarde de churrasco e cerveja com os amigos, etc, etc. Cada um vai lembrar dos seus.

Continuar lendo MOMENTOS FELIZES

Kabbalah Bits (8)

stock-photo-love-is-sharing-childhood-sweethearts-with-a-lollipop-and-vintage-clothes-85986082“O PODER DA KABBALAH”

AULA 6 – SOBRE COMPARTILHAMENTO

Compartilhar é razão de ser de nossas vidas. A Kabbalah diz que o ato de compartilhar é a chave que abre nosso coração para a Luz. Mas, será que devemos compartilhar sempre, com qualquer um, a qualquer tempo e em quaisquer circunstâncias?

Compartilhar é sinônimo de ajudar. Mas, nem sempre a ajuda é devida, pois depende de merecimento. Se alguém tem uma necessidade e faz por merecer, a ajuda virá. Isso torna as pessoas independentes, pois cada um depende apenas de sí mesmo. E quem ajuda é apenas um instrumento de Deus para fazer sua justiça.

Porém, como todos nós temos livre arbítrio, às vezes interferimos na vida das pessoas fora de hora, tentando ajudar quando não é devido. Existem ocasiões onde devemos dizer não.

Quem nunca compartilha é um egoísta, mas quem compartilha indiscriminadamente é tolo e ingênuo, pois tudo que recebemos do infinito é limitado e tem que ser usado com inteligência. Quanto vale nosso corpo, nossa energia, nossa saúde, nosso conhecimento? Tudo isso não tem preço, até porque não somos donos de nada e sim administradores daquilo que recebemos do infinito como um empréstimo. Tudo nos é entregue tem como contrapartida o pressuposto que usaremos proveitosamente. Temos portanto que tomar muito cuidado come relação a onde colocar nossa energia.

Continuar lendo Kabbalah Bits (8)

Onde pensar é livre pensar…