Somos todos canalhas?

A gente vive metendo o pau nos políticos corruptos, caras de pau, insensíveis aos reclamos da população, etc. Na verdade, nossos políticos são tudo isso mesmo, até porque eles são brasileiros e não japoneses. Também falamos mal da massa de ignorantes, que simplesmente não dá a mínima para a corrupção endêmica, para o nepotismo, para a usurpação do poder pelo presidente Lula e pelo PT, etc, etc. Tudo isso também é verdade, pois a massa ignara também é brasileira. Ou seja, nós estamos culpando a nós mesmos pelos problemas que criamos.

Na verdade, nessa cadeia de responsabilidades, o grande culpado não é nem o povão, nem as merdas dos políticos… são as elites (ou as zelites, se assim o preferirem), omissas por serem interesseiras. Eu não vejo muita diferença entre o corporativismo do bóia fria, que vota no Lula porque ganha bolsa-família, e o do diretor da FIESP interessado nas tetas gordas do BNDES, ou o da turminha da FEBRABAN interessada nos juros gordíssimos que financiam seus jatinhos.

Somos nós as elites omissas do Brasil os grandes culpados pelos descalabros que vivemos e pelo iminente mergulho do país em mais uma aventura totalitária, que é o que está por trás do plano de perpetuação de poder do PT.

A esse respeito, o Rodolfo Kuntz escreveu um brilhante artigo no Estadão de 15/09/2010, denominado “As elites e a antidemocracia”. Reproduzo aqui um trechinho para quem não leu e o link para o texto completo.

“O presidente Lula tem razão: as elites são perigosas, mas não tanto por negarem aos pobres o acesso à escola. Esse tipo de elite já não existe nos Estados mais desenvolvidos. Sobrevive, ainda vigorosa, nos fundões do País, nas áreas controladas pelos velhos condôminos do poder. É quase toda vinculada ao governo petista, sócio das oligarquias mais atrasadas e corruptas. Vejam, por exemplo, quem é governo e quem é oposição no Congresso e como se negociam e se distribuem cargos na administração, direta e indireta. Essa gente é sem dúvida perigosa. Mas a mais temível é provavelmente a outra elite, a do Brasil.”

A lógica do bolsa família é simples e cruel: com sua ajuda não é preciso trabalhar, basta receber o dinheiro e viver às custas de quem trabalha e paga impostos. Convenhamos que não é ruim.

Os professores universitários, os funcionários públicos e os sindicalistas também são contra as privatizações… por que será?  Porque nas empresas privadas é preciso trabalhar para ganhar o salário e se, não for eficiente e produtivo, perde o emprego. “Nas estatais a eficiência é zero, o comprometimento é zero e todos recebem salário garantido, pago com o imposto dos idiotas contribuintes (e-mail apócrifo que circulou na Internet, em nome de Luiz Nassif, pouco depois das eleições 2006)”.

Fazendo uma média de todas as opiniões e tirando os noves fora, o resultado é simples: eu, você, todos nós cidadãos brasileiros, somos omissos e coniventes não com o Lula, mas com qualquer político, ou qualquer situação que seja de nossa conveniência. Cada um tem sua explicação e sua desculpa. Uns dizem que roubam para comer, outros que aceitam o traficante porque ele oferece creche para os filhos, os taxistas gostam do ladrão do Maluf porque ele faz obras que melhoram o trânsito, os empresários amam o BNDES, os banqueiros adoram a mamata dos juros elevados, todos querem uma boquinha nas estatais, todos querem emendar nos feriadões, ninguém quer déficit fiscal, mas todos querem aposentadoria atrelada ao salário mínimo ajustado acima da inflação, etc, etc. Onde isso tudo vai dar?

Certamente essa atitude não nos levará a alcançar a China um dia. O que é certo é que, cedo ou tarde, vai dar merda. Os riscos à frente são vários, do totalitarismo esperto (uma espécie de Venezuela mais inteligente), até o retorno doloroso da inflação e/ou do sub-desenvolvimento. Muitos enxergam isso? Não! Pouquíssimos, dentre esses a imprensa omissa e conivente. A esses poucos caberá a honra de segurar a alça do caixão no enterro do gigante, que poderá dormir para sempre em berço esplêndido.

Anúncios

Uma consideração sobre “Somos todos canalhas?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s