Cadernos de Viagem (3/4) – Istambul

Vale a pena conhecer a Turquia? Bem, antes de mais nada é preciso dizer que eu não conheço a Turquia; conheço apenas Istambul. Eu acho que a Turquia tem atrações turísticas que devem valer muito a pena, como Tróia (que não fica na Grécia), Éfeso, Pamukkale e Capadócia.

Se, como eu, você só tiver tempo para dar uma passadinha em Istambul, eu diria o seguinte: só gaste esse tempo se for de passagem, e assim mesmo por pouco tempo (estourando, dois dias inteiros).

O que há para se ver em Istambul? Curto e grosso: uma passeadinha de barco pelo Estreito de Bósforo (mesmo sabendo que não há nenhuma diferença entre o lado Asiático e o lado Europeu), um meio dia para visitar o Grand Bazaar e outro para visitar (na sequencia) Topkapi, Santa Sofia e a Mesquita Azul. Visto estes pontos considere “matéria dada”.

O Bósforo parece um “riozão” (tipo East River), congestionado como a Radial Leste. Durante 1,5 de passeio que fizemos num barco de aluguel, com tripulação, quase colidimos umas duas ou três vezes, ou pelo menos foi isso que eu senti. Navegar pelo Bósforo é apenas um pouco melhor do que dirigir por Istambul, onde, acredite se quiser, o trânsito é muiiiitoooo pior que o de São Paulo. Alem do transito caótico, onde ninguém respeita ninguém, os caras são mega barbeiros.

Santa Sofia é uma catedral (na verdade, hoje virou um museu, onde se paga para entrar) impressionante como construção, mas escura e mal cuidada, ficando longe de suas rivais de Chartres, Milão, Florença, etc. Dá pra matar em 15 minutos.

A Mesquita Azul é outra construção imponente, oca por dentro. Esta sim, é uma igreja de verdade, com vários cultos ao dia. Quem não é muçulmano não pode entrar durante os cultos (12:30, 16:45 e 18:30) e, mesmo fora desses, tem que entrar por uma porta especial. Para entrar na mesquita é preciso tirar os sapatos. No dia que de minha visita estava chovendo e eu entrei logo depois do encerramento de um culto. O que me lembro é de um imenso salão, sem nada dentro, com o maior tapete persa que eu vi na minha vida, e um cheiro de chulé, misturado com cachorro molhado, que nunca mais vai sair de minha memória. Minha mulher entrou e saiu, na mesma hora, literalmente correndo!

Topkapi é um show. Era o antigo palácio dos marajás do período otomano. Tem jardins maravilhosos, um museu que conta toda a história da Turquia e o antigo harém, que vale a pena ser visitado. O museu e o harém têm ingressos pagos separadamente. À saída dos jardins do palácio existe um restaurante muito charmoso, com uma comida ótima, que vale a pena experimentar.

E o Grand Bazaar? Eu amei o Grand Baazar. Para quem quiser comprar bugigangas, copias perfeitas de produtos grifes (bolsas, relógios), bijouterias, tapetes persas, ou jóias (este é o forte do Baazar), não tem lugar melhor. Mas, o verdadeiro prazer é a negociação. Prepare-se para ser tapeado, em alto estilo. Dependendo do produto, você começa negociando digamos por 100, consegue 50% de desconto e na hora de pagar o vendedor ainda te oferece mais um descontinho, ou um presentinho, acompanhado de um sorriso maroto, só para deixar claro que, mesmo depois de horas de negociação, ele ainda saiu em vantagem. É um barato, mas também muito frustrante: é impossível levar vantagem com os negociadores do Grand Baazar. Na saída, sente-se na calçada num dos muitos botecos, e coma o melhor kebab (popular churrasquinho turco), no pão, ou wrap, de frango, ou cordeiro. Não pergunte se tem de carne de porco, para não ser expulso (muçulmanos não comem carne de porco).

Mas, surpresa, o melhor mesmo de Istambul são os restaurantes. Os tops são elegantes, inteiramente envidraçados olhando o Bósforo, com imensos terraços para tomar um drink, ou fumar um charuto, gente linda circulando e pratos maravilhosos (cozinha contemporânea, ou cozinha turca sofisticada). Eu recomendo que provem os pratos tradicionais turcos. O melhor restaurante da cidade é o Topaz: imperdível. Peça Braised Rib com risotto de vegetais, sopa de yogurt de entrada e para a sobremesa peça o Sakizli (bolinhos fritos com sorbet). Fico salivando só de pensar…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s