Minhas frases favoritas (algumas delas…)

Muitos amigos e colegas de trabalho já me sugeriram escrever algo sobre minhas frases favoritas. Por preguiça eu adiei várias vezes este post, mas finalmente criei coragem para tentar relembrar algumas das abobrinhas que vira e mexe eu solto, sem pensar muito.

Eu adoro analogias e, por extensão, acabo inventando frases para exprimir melhor a imagem que tenho em mente. Faço questão de ressalvar que não me considero autor das frases abaixo. Algumas eu realmente inventei num momento de necessidade de expressão, outras eu ouvi em algum lugar que já não lembro e algumas têm dono (eu apenas as repito, porque gosto, mas vou citar o autor).

Por favor, srs pudicos interrompam a leitura agora, pois a maioria das das frases são barra pesada e até mesmo escatológicas. Vou começar pelas mais lights, visando dar tempo a quem quiser para caírem fora.

•    O olho do dono espanta as vacas (variação de “o olho do dono engorda as vacas”).
“Se você fica muito em cima dos seus funcionários e colaboradores, eles se sentem pressionados.”

•    Isso aqui está uma farra do boi!
“Quando a situação fica totalmente fora de controle”.

•    O carinha é tão chato que senta numa Gilette e fica balançando as perninhas.
“Chato pra caramba.”

•    Gostaria de te convidar para participar de uma fria quentíssima.
“Quando você oferece a alguém um super desafio, mas que pode lhe trazer ótimos resultados.”

•    Tartarugas não voam.
“Não tente empurrar tarefas que não batem com o perfil das pessoas.”

•    Favor desocupar a moita (nos pastos do interior as moitas são disputadíssimas pra fazer um xixizinho maneiro).
“Carinha que fica enrolando, em qualquer situação, perdendo o tempo de muitos.”

•    Muita merda e pouco sabão! Essa é da minha avó.
“Quando alguém fala muito e faz pouco.”

•    Fulano é merda-palito. Essa é do meu pai.
“Neguinho insignificante.”

•    Esse cara é um saco de peido.
“Cara metidíssimo.”

•    Pelo cheiro do peido se antecipa o tamanho da merda.
“Quando alguma coisa vai dar muito errado, a gente sempre pode antecipar alguns sinais prévios.”

•    Caguei um bombom. Do meu amigo e ex-parceiro de vendas na SAP, o José Antunes.
“Tô  nem aí.”

•    Passarinho que come pedra sabe o cú que tem. Essa é do meu irmão (vocês podem ver que a família toda é inspirada).
“Versão pornô de cachorro mordido por cobra tem medo de lingüiça.”

•    Não adianta cobrir merda com chantilly.
“Quando alguma coisa é muito ruim, não adianta enfeitar, ou tentar disfarçar.”

•    Estamos todos amarrados pelo saco.
“Quando uma equipe está comprometida com metas comuns.”

•    Mais vale um peitinho na mão do que dois no soutien.
“Versão Zorra Total do famoso mais vale uma passarinho na mão do que dois voando.”

•    Encheu o cú de sequilho? Também da minha avó e uma das minhas favoritas. Pra quem não sabe, sequilho é um biscoitinho de nata, que nossas avós faziam e guardavam numa latinha para estragar os netinhos em suas visitas.
“Aprendeu a lição? “

•    O cara tá fatiando salame com o rabo!
“Ta se cagando todo, de medo.”

•    Espremer o saco do cara até as bolas virem para a garganta!
“Dar uma (puta) dura.”

Anúncios

Uma consideração sobre “Minhas frases favoritas (algumas delas…)”

  1. Augusto,
    tem uma que você me ensinou que “infelizmente” não é baixaria que uso sempre : “o diabo mora nos detalhes”. Sei que é popular mas a primeira vez que ouvi veio de você. Aplica-se 100% a TI todos os dias.
    Abcs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s