A mulher do engenheiro – 4/4

mulher-do-engenheiro_4

Indo às compras, com ela…

Quem de vocês já teve o privilégio (?) de acompanhar uma mulher a um shopping na semana de liquidação anual? Ainda não? Então vá. É muito instrutivo, pra gente descobrir que mesmo aquelas mulheres que afirmam odiar consumismo, quando caem de boca numa liquidaçãozinha…. sai de baixo!
Uma vez por ano minha loja favorita de grife, em condições normais ínviavel, entra em liquidação. Eu dou uma espiada no guarda-roupa e determino o que estou precisando, digamos um par de sapatos, ou uma calça. Definido o objetivo, vou até a loja e pesquiso naquela categoria se tem algo que me interesse. Se achar, experimento e vou direto para o caixa. Coisa de 30 mins e já estou na rua, livre, até o ano seguinte.

Minha mulher sempre me garantiu que seu esquema de compras em liquidação era igual: vapt vupt. Há alguns anos estávamos passando alguns dias em Nova Iorque, na companhia de outro casal. Logo cedinho, o jornal informava que aquele era o dia de “queima total” na Macy’s. Tomamos nosso café e às 10 hrs seguimos os quatro para a loja. Como eu e meu amigo nada tínhamos para comprar, ficamos fazendo uma horinha na cafeteria. Ao meio dia, por celular, nossas mulheres sugeriram que os homens fossem almoçar sem elas, para nos encontrarmos no hotel no começo da tarde. Assim fizemos. Partimos para um almoço longo, acompanhado de muita cerveja.

Como ninguém é de ferro, após o almoço puxamos uma soneca até às 4 hrs. E nada de mulheres. Vi um filminho na TV. Nada de mulheres. Às 18 hrs descemos eu e meu amigo para um drink no bar. Lá pelas 19 hrs, já meio “grisees”, os dois, ligamos nos celulares delas. Nada. Olhamos um para o outro, sem saber o que fazer. Será que seria o caso de chamar a policia? Afinal, mesmo em NY existe violência. Quem sabe se algum marginal em final de carreira decidira seqüestrar as duas coroas (mais tarde ele iria se arrepender disso)….

Saímos para a rua e eis que damos de cara com as duas madames, meio sem graça, com sacolas penduradas até na orelha. “Benhê, comprei cada coisa legal pra você!” Lá com meus botões fiquei pensando que a coisa mais legal que ela poderia me poder me seria um saldo novo no banco para pagar a conta do cartão.

Deste dia em diante, nunca mais subestimei minha mulher. Quando ela vai às compras eu vou também e me arrasto pela loja inteira, de mau humor, e fazendo cara feia. Verdade seja dita, a pressão ajuda um pouco, mas via de regra eu me perco dela na primeira sessão de experimentação de roupas. Fico por perto provador, mas de algum jeito ela me dribla, até que ouço uma vózinha: “Benhê, estou no caixa te esperando”.  É a constatação que tomei bola nas costas, de novo.

Anúncios

Uma consideração sobre “A mulher do engenheiro – 4/4”

  1. Ahã! Estava esperando essa! 🙂 Tinha certeza que compras seria igual a roupas ou sapatos! Homens só relacionam compras a essa área específica porque é muito conveniente. E não posso negar, mulheres de maneira geral adoram e são mestres nesse setor, é pura verdade!

    Mas gostaria de lembrar que eletro eletrônicos, carros, relógios, canetas… também são compras e vocês não ficam nem um pouco atrás. Tem um ditado ótimo em inglês, the difference between men and boys is the price of the toys. Vocês amam brinquedos e eles não são nada baratos! Se colocar na balança, nós mulheres até que somos muito econômicas!

    Desculpe por ocupar muito espaço, mas lembrei de uma piadinha ótima. Uma mulher encontrou uma mendiga maltrapilha descabelada na rua pedindo dinheiro. Perguntou, se te der dinheiro você vai sair para beber. A mendiga, imagina, há anos não tenho condições de colocar uma gota de álcool na boca. Tem certeza que você não vai sair correndo e gastar no cabeleireiro? Minha senhora, não tenho o que comer, como é que vou ao cabeleireiro? Também não vai sair comprando roupa, né? Claro que não, só quero uma refeição. Combinado, fazemos assim, te pago o jantar e te dou mais $50, mas você precisa ir comigo agora conhecer meu marido. Por que? Quero mostrar para ele como fica uma mulher que não bebe um bom vinho, não vai ao cabeleireiro e não faz compras!

    Besitos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s