Que venha esse tal de 2009!

Em nossa empresa decidimos curtir com a cara da crise. Como todos vocês, eu também não aguento mais a síndrome do panico que tomou conta do mundo, cada um lambendo suas feridas “com mêdo que elas sequem”.

Um dos meus sócios, que é gaúcho e colorado, recebeu um torpedo de outro amigo gaúcho em seu celular na noite de reveillon, que dizia: “Que venha esse tal de 2009”! Para ter graça essa frase tem que ser dita, enfaticamente, com aquele sotaque gaúcho.

Meu outro sócio adotou um mantra (fonte: http://www.gilsonchveidoen.com.br/mantra2009.html) para 2009: “Vem pra cima, sai de baixo; a vida é boa e eu me acho”. Bacana, né?

Eu recebi um texto de Einstein pela Internet, que gostaria de repartir um pedacinho com vocês: “A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar superado. Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que às soluções. A verdadeira crise é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la“.

Esse trechinho do Einstein, genial como seu autor, me traz à lembrança histórias que só vêm comprovar a sabedoria de suas palavras. Empresas como HP, GM, FEDEX e GE nasceram durante grandes crises. O Brasil se dedicou ao desenvolvimento da tecnologia dos motores movidos a álcool graças à crise do petróleo. A 2a. Grande Guerra Mundial impulsionou o maior ciclo de desenvolvimento do século XX. O Holocausto deu força à criação do estado de Israel. A devastação do parque de Yellowstone por um incêndio deu origem a uma nova natureza, ainda mais linda e radiosa do que antes. E para usar um exemplo bem próximo dos brasileiros, o fracasso retumbante do Brasil na Copa de 50 deu início ao ciclo de hegemonia do futebol brasileiro. E por aí vai.

E essa tal de crise de 2009, pra onde nos levará? Como todos vocês eu também tenho minhas teorias. Imagino os seguintes desdobramentos, positivos, a partir da atual crise:

  • Melhoria da governança corporativa do sistema financeiro global, a partir de controles governamentais que serão criados.
  • Mais cuidado por parte dos investidores com a alavancagem de suas carteiras.
  • Melhoria dos processos de gestão de segmentos inflados e pouco produtivos, como por exemplo a indústria automobilística americana.
  • Menor dependência da economia global em relação ao mercado americano.
  • Mais humildade e menos unilateralismo por parte do governo americano.
  • Mais espaço para as economias emergentes, como a do Brasil.
  • Crescimento dos investimentos globais em energias alternativas.
  • Prioridade para o controle ambiental.
  • Menos dinheiro americano para ser gasto em guerras sem sentido.

Tá bom, ou quer mais? Dê tratos à bola, que você descobrirá muitos outros benefícios que resultarão da crise. Portanto, vamos seguir o mantra do Mário Soma: “Vem pra cima, sai de baixo, que a vida é boa e eu me acho”.

Anúncios

2 comentários em “Que venha esse tal de 2009!”

  1. É isso aí!! Crises sempre foram estopins para recomeços e com essa não será diferente. E eu repito: “Vem pra cima, sai de baixo, que a vida é boa e eu me acho”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s