Tecno pra viejitos, ou tango pra galera?

Gente, meu post de hoje vai me entregar como noveleiro. Na verdade não sou, mas confesso que belisco uma ou outra imagem da novela das 9, com um livro no colo. Outro dia, concentrado em meu livrinho, me senti envolvido por uma musiquinha de fundo absolutamente inusitada. A novela estava começando e a musiquinha era a abertura (faixa Pa Bailar, do CD Mar Dulce, da banda Bajo Fondo, com argentinos e uruguaios tocando juntos, se é que dá pra imaginar). O clipe do link acima é absolutamente fantástico, uma mistura de street dancing tango e tecno?!

A descoberta do Bajo Fondo me transportou para um mundo novo, que eu ainda não conhecia, do “Tecno-Tango”. Pra quem nunca ouviu falar (talvez eu esteja sóxinho nessa nova onda), o Tecno-Tango é uma nova tendência musical criadapor um grupo argentino chamado Gotam Project, que esteve no Brasil ainda em junho deste ano. O Gotam sacou que o velho Tango poderia ser ressuscitadopara as novas gerações, utilizando uma pegada de Tecno Music. A sacada bombou e de imediato fez sucesso em todo o mundo. Foi aí que a turminha do Bajo Fondo foi fundo (desculpem pelo trocadilho, mas eu não resisti) e lembrou do velho Astor Piazola, dando um viezinho de jazz na batida do Tecno-Tango. Eu não sei o que vocês vão achar, mas pra mim o resultado ficou absolutamente inquietante… você começa a ouvir e não quer mais parar. O album Mar Dulce já está gast no meu Ipod. O Mar Dulce ainda não está a venda no Brasil, mas vocês podem baixar no link http://fenopy.com/torrent/Bajofondo___Mar_Dulce__2007_/OTk4MDk2/index.html.

Se vocês gostarem me dêem feedback e me devolvam outras dicas na mesma linha.

Anúncios

4 opiniões sobre “Tecno pra viejitos, ou tango pra galera?”

  1. Conheci o Bajo Fondo (pensei que era escrito junto) com um argentino intercambista que ficou um semestre hospedado na minha república. Realmente muito bom! Acho que vou voltar aqui para pegar as outras dicas também, porque eu mesmo não conheço nenhuma outra.

    Curisidade: o Raúl (o intercambista) contou que quando o Bajo Fondo começou a fazer sucesso, a crítica e o público se dividiram em dois grupos, uns gostaram do som, outros mais tradicionalistas afirmaram que iniciativas como essa eram uma “distorção do tango”.

    Abraços!

  2. Apesar das disputas esporte/ideológicas/regionalisticas com nossos vizinhos Argentinos, gosto muito do conceito de Tecno Tango.
    Vou ouvir Bajo Fondo.
    Abraços
    Luiz

  3. Nada de estranho em argentinos e uruguaios tocarem juntos tango, pois é uma música que faz parte da cultura dos dois países. Estranho seria argentinos com brasileiros… hahaahahhh Isso seria incrível! Apesar que temos bandas de rock com integrantes argentinos, como o Blindagem. No problems. Só não podem assistir a Copa do Mundo juntos, só isso… hahahahhhhh

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s